HOME


Edegar Pretto assume a Presidência da Assembleia Legislativa - RS

Em Sessão Solene realizada nesta terça-feira (31/01/17), o deputado Edegar Pretto (PT) foi eleito o presidente da Assembleia Legislativa para o terceiro ano da 54ª Legislatura.

Representando a Presidente do Centro dos Funcionários do Tribunal de Justiça - CEJUS, Maria Beatriz Rodrigues Machado, participaram do evento suas Diretoras Jusselaine Porto e Kátia Aguiar.

A solenidade, realizada no Plenário 20 de Setembro, contou com a presença, entre outras autoridades, de prefeitos e vereadores do interior, convidados, representantes de entidades sindicais e familiares do novo presidente, do governador José Ivo Sartori; do vice-governador José Cairoli; do representante da Câmara Federal, deputado Dionilson Marcon (PT); do presidente do Tribunal de Justiça do Estado, desembargador Luiz Felipe Difini; do procurador-geral de Justiça, Marcelo Dornelles; do defensor-público geral, Cristiano Heerdt; dos ex-governadores Olívio Dutra, Jair Soares e Tarso Genro; do representante do Comando Militar do Sul, coronel Marcelo dos Santos; do prefeito de Porto Alegre, Nelson Marchezan Júnior; do representante do Comando da Aeronáutica, coronel Uiraçú Gonçalves; do representante do 5º Distrito Naval, capitão-tenente José Carlos da Costa Santos; do procurador-geral do Estado, Euzébio Ruschel; do presidente do Tribunal de Contas do Estado, conselheiro Marco Peixoto; do arcebispo metropolitano de Porto Alegre, dom James Spengler.

Mesa Diretora 2017/2018
No início da sessão, foi eleita, com 47 votos favoráveis e um contrário, a nova Mesa Diretora da Casa, apresentada em chapa única e representada, além de Edegar Pretto, pelos deputados Liziane Bayer (PSB), como 1ª vice-presidente; e Frederico Antunes, como 2º vice-presidente. Ainda, Juliana Brizola (PDT - 1ª Secretária), Juvir Costella (PMDB – 2º Secretário), Maurício Dziedricki (PTB – 3º Secretário) e Adílson Troca (PSDB – 4º Secretário). Na suplência, Valdeci Oliveira (PT - 1º Secretário), Juliano Roso (PCdoB – 2º Secretário), Bombeiro Bianchini (PPL - 3º Secretário) e Missionário Volnei (PR - 4º Secretário).

O Regimento Interno da Casa estabelece que a Mesa Diretora seja eleita para um período de dois anos, mas um acordo pluripartidário vem garantindo, ao longo da Legislatura, o revezamento da presidência entre as quatro maiores bancadas, com um ano para cada presidente.

O presidente eleito, ao assumir, destacou estar consciente de que assumia em um momento de crise econômica, política e social, observando que o Parlamento rio-grandense está desafiado a assumir causas merecedoras de grandes debates, a dialogar e contribuir na busca de alternativas para a superação dos grandes problemas que afetam a sociedade gaúcha. “E isso - afirmou - só será possível com a defesa e a reconstrução da democracia no país. Fruto do processo de democratização, de muitos embates e conquistas, em homenagem a todos os lutadores sociais, assumo o compromisso com a democracia, com a defesa de direitos e com o fortalecimento dos partidos e deste Parlamento". "Destaco a função de fiscalizar, mediar e de conciliar. Neste momento de crise, assumo o compromisso com algumas causas que devem fazer parte dos grandes debates desta Casa, entre as quais destaco: a Democracia e a Participação Popular; o Papel do Estado; a Equidade de Gênero; a Agricultura e a Soberania Alimentar”, ressaltou.