HOME

Parlamentares não aparecem na CCJ e impedem a votação de reposições salariais dos servidores

Os deputados Frederico Antunes (PP), Ciro Simoni (PDT), Elton Weber (PSB), João Fischer (PP) e Alexandre Postal (PMDB) não compareceram à sessão da manhã de terça-feira, primeiro de março, da Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia, impedindo a votação dos Projetos de Lei de interesse dos servidores que estavam na Ordem do Dia, incluindo os PLs das reposições salariais.

Compareceram seis deputados — Luiz Fernando Mainardi (PT), Stela Farias (PT), Manuela D’Ávila (PCdoB), Vilmar Zanchin, presidente da Comissão (PMDB), Maurício Dziedricki (PTB) e Jorge Pozzobom (PSDB) — enquanto a ordem do dia exige, no mínimo, a presença de sete deputados para serem apreciados os projetos com parecer. Ao todo, com esse tipo de manobra os deputados impediram, somente no dia de ontem, a votação de 37 projetos na ordem do dia.

Os diretores das entidades de servidores, como tem ocorrido desde o ano passado, percorreram gabinetes e assessorias, inclusive dos deputados suplentes. Ouviram de alguns sua indisponibilidade de comparecer por orientação do Executivo.

As diretoras Jusselaine Gomes Porto e Katia Aguiar, que representam o Cejus em todas as atividades em defesa dos direitos dos servidores, acentuam que a mobilização da categoria é fundamental nesse momento. "Vamos pressionar ainda mais os deputados para que eles expliquem os motivos pelos quais não comparecerem à sessão da CCJ, faltando ao trabalho".

Hoje, dia 02/03, todas as entidades dos servidores das categorias do Judiciário, Ministério Público, TCE, DPE e ALRS serão recebidas pela presidente do parlamento, Deputada Silvana Covatti, do PP, oportunidade em que será cobrada a presença de todos os parlamentares nas votações das comissões, impedindo que se façam mais manobras desse gênero, em prejuízo às categorias do funcionalismo.


Representantes dos servidores frustrados e ressentidos com a conduta dos parlamentares.