HOME
Comissões Legislativas de Constituição e Justiça, de Educação e de Finanças têm novos presidentes

Representando a Presidente Maria Beatriz Rodrigues Machado, do Cejus, a Diretora Jusselaine Gomes Porto participou da solenidade de posse dos novos presidentes das comissões legislativas de Constitução e Justiça, de Educação e de Finanças, a convite da Presidente da Assembleia Legislativa, deputada Silvana Covatti (PP). A cerimônia foi realizada na manhã de quinta-feira, dia 25/2, no Salão Julio de Castilhos. Os novos presidentes exercem a função até janeiro de 2017.

A Presidente Silvana Covatti acentuou ser um compromisso da sua presidência a valorização do trabalho desses grupos técnicos. "As discussões nas comissões são preparatórias para o grande debate que e travados no plenário. Considerem a presidência da Assembleia como uma parceira de trabalho de todas as comissões que temos funcionando nesta casa.


Diretora Jusselaine Gomes Porto com Silvana Covatti

O presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), deputado Vilmar Zanchin (PMDB), agradeceu a confiança da bancada do seu partido ao indicá-lo para dirigir a CCJ. "Assumo a presidência da Comissão de Constituição e Justiça sabedor da responsabilidade que representa dirigir este importante colegiado". A CCJ é responsável pela análise da legalidade e constitucionalidade das proposições que iniciam sua tramitação na Assembleia Legislativa.

Ronaldo Santini (PTB), presidente da Comissão de Finanças, Planejamento, Fiscalização e Controle, também agradeceu a indicação à presidência do grupo técnico que tem como uma de suas principais atribuições a análise da situação financeira e apreciação do orçamento do Estado. "Enquanto parlamentares, temos o dever de ajudar a procurar alternativas para enfrentarmos a crise, otimizando os recursos disponíveis e aplicando-os de forma responsável", registrou.

O presidente da Comissão de Educação, Cultura, Desporto Ciência e Tecnologia, deputado Tiago Simon (PMDB), destacou a importância e a responsabilidade de presidir um colegiado com a atribuição de discutir temas de tamanha importância para o desenvolvimento do estado. "É uma utopia projetarmos um país melhor se não tivermos uma educação de qualidade. É verdade que conseguimos universalizar o acesso ao ensino, mas neste momento se apresenta o desafio de qualificar e fazer com que os alunos realmente aprendam".

Compareceram à cerimônia o secretário estadual da Educação, Carlos Eduardo Vieira da Cunha, o secretário de Justiça e Direitos Humanos, Cesar Facioli, o sub-chefe da Casa Civil, Ademar Baretta, o defensor público-geral, Nilton Leonel Arnecke Maria, o representante da Procuradoria Geral de Justiça, procurador Bem Hur Biancon Júnior, a procuradora-geral adjunta do Estado, Ana Cristina Tópor Beck, e lideranças de associações de servidores, além de outros convidados.