HOME

Magistrado Gilberto Schäfer, Presidente da Ajuris para o biênio 2016/2017

Gilberto Schäfer assume Ajuris defendendo prerrogativas da Magistratura e eleições limpas a partir de 2016

Com um discurso que enalteceu a história de contribuições da Associação dos Juízes do Rio Grande do Sul aos grandes debates da sociedade e, também, a atuação em defesa das prerrogativas da Magistratura, o juiz de Direito Gilberto Schäfer assumiu a Presidência da AJURIS para o biênio 2016/2017. A cerimônia de posse ocorreu no auditório do Foro Central II. “Temos o desafio de representar e de lutar com um grupo plural de magistrados da ativa e aposentados, bem como das pensionistas e dos pensionistas”, declarou.


Em jantar comemorativo, os Presidentes do Tribunal de Justiça e da Ajuris, empossados na quarta-feira, 3/2/2016, confraternizaram com suas diretorias, familiares e amigos. A Presidente do Cejus, Maria Beatriz (nas fotos à direita do Desembargador Difini, Presidente do TJ) acompanhou as solenidades de posse e compartilhou a alegria da reunião. Acompanharam Maria Beatriz, as diretoras Jusselaine Porto (E, primeira foto) e Kátia Aguiar (E, segunda foto).


Conforme Schäfer, as conjunturas nacional e local impõem desafios enormes à Magistratura e à sociedade para construir o Estado Democrático de Direito. Diante disso, reforçou a importância da defesa da independência judicial a serviço de uma concepção de efetivação de direitos constitucionais e convencionais. “A nossa tarefa é complexa. Temos que aplicar o Direito em uma sociedade conflitiva e fragmentada”, afirmou.

Schäfer destacou o compromisso da gestão empossada de dedicação às questões de repercussão social e de Direitos Humanos, na luta contra as discriminações dos direitos das mulheres, de cunho racial e de orientação sexual. Também apontou a atuação em conjunto da AJURIS com as entidades que formam o Fórum da Questão Penitenciária sobre a grave questão prisional como uma bandeira permanente da gestão 2016/2017.

Ainda sob temas de interesse de toda a sociedade, apresentou a proposta de uma campanha, em conjunto com a Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), por eleições limpas a partir dos pleitos municipais em 2016, com apoio ao aprimoramento e a fiscalização popular sobre a proibição de contribuição de pessoa jurídica, conforme decisão do Supremo Tribunal Federal (STF).

Além destas proposições, Gilberto Schäfer destacou como áreas de atuação especificamente em prol da Magistratura: ampliação do colégio eleitoral para os órgãos diretivos do Tribunal de Justiça; defesa do patamar remuneratório da Magistratura, especialmente com a recomposição do subsídio; mobilização pela defesa da Justiça Eleitoral como prerrogativa dos juízes estaduais, e defesa da retomada do Adicional por Tempo de Serviço (ATS).

Gilberto Schäfer encerrou o discurso de posse citando versos de Leon Gieco, imortalizados na voz de Mercedes Sosa: “Eu só peço a Deus que a injustiça não me seja indiferente. Eu só peço a Deus que o futuro não me seja indiferente”, sendo aplaudido por um auditório lotado.

Juntamente ao presidente Gilberto Schäfer, tomaram posse os integrantes do Conselho Executivo: Vera Lúcia Deboni, vice-presidente Administrativa; Flávio Mendes Rabello, vice-presidente de Patrimônio e Finanças; Rute dos Santos Rossato, vice-presidente Cultural; e Max Akira de Brito, vice-presidente Social. Também foram empossados os integrantes dos conselhos Deliberativo e Fiscal, a Diretoria da Escola da AJURIS e do Departamento de Assistência Social (DAS).


Diretoria e colaboradores do Cejus que acompanharam os eventos da troca de comando no Tribunal de Justiça e Ajuris.

Fonte:
Imprensa Cejus com dados do site da Ajuris