HOME

Grupo de Trabalho do TJ conclui plano de redução de jornada laboral

Na terça-feira, 26/01/2016, reuniu-se, com a Presidência do TJ, o GT – Grupo de Trabalho, formado pelas Entidades Representativas do Poder Judiciário, para a redução da carga horária de trabalho.

Foi apresentado o resultado do estudo elaborado pelas Entidades, com a chefia do Juiz Assessor da Presidência, Dr. Luis Antônio Berehnsdorf. Durante quatro meses foram realizadas reuniões na Administração do TJ, tendo, mas duas últimas a presença da OAB e da Psicóloga do Setor de Qualidade do TJ, Míriam Lopes Vucetic.


Jusselaine Gomes Porto e Des. José Aquino

A projeção de slides do estudo final demonstrou que o projeto, além de viável, trará inúmeros avanços, tanto do ponto de vista do atendimento à sociedade, quanto em produtividade e qualidade de vida para os trabalhadores.

Também foi apresentado o Projeto Piloto realizado em Santa Cruz do Sul, na 2ª Vara Cível, entre os meses de junho e dezembro de 2015, tendo unanimidade entre todas as partes envolvidas na atividade jurisdicional dessa Comarca, Magistrado, servidores, partes e advogados, no reconhecimento dos benefícios da implantação da proposta que consistiu na redução da jornada de trabalho para sete horas corridas, sem o prejuízo do atendimento externo.

Ao final da apresentação, foram mostradas quatro sugestões de jornada laboral pelo GT com propostas variadas para a redução da carga horária, mesmo com dois turnos de trabalho, com a máxima prestação do serviço.

O Presidente José Aquino Flôres de Camargo, que está no final da sua gestão, avaliou como positivas as propostas apresentadas, comprometendo-se a encaminhar o trabalho para a próxima gestão do Tribunal de Justiça, para que considere a viabilidade da implantação da medida mais acessível a todas as partes.

Participaram da reunião: pela Administração do TJ, o Presidente José Aquino Flôres de Camargo, os Desembargadores Francisco José Moesch e Manoel Martinez Lucas, o Corregedor-Geral de Justiça Tasso Soares Delabary e os juízes assessores da Presidência, Luís Antônio Berehnsdorf Gomes da Silva e Leandro Figueira Martins. Pela Assessoria de Qualidade do TJ, a psicóloga Miriam Lopes Vucetic.

Pelas entidades classistas, Jusselaine Gomes Porto representando o CEJUS; pelo Sindjus, Marco Aurelio Ricciardi Weber e Fabiano Marranghello Zalazar, pela ASJ, Paulo Gonçalves Olympio e Marisa Comin; e pela Acedijus, José Elton Coelho dos Santos e Jardel Fabiam Pens.