HOME


Servidores e OAB apresentarão sugestões para o projeto de redução da jornada de trabalho

Na quinta-feira, 10/12/2015, a Presidente do Conselho Fiscal do Cejus, juntamente com outras lideranças representativas dos servidores do Poder Judiciário, participou de reunião, que durou três horas, com a Assessoria do Presidente do TJRS, em análise do projeto de redução da jornada de trabalho dos servidores do Judiciário.

Jusselaine assevera que "foi uma reunião muito positiva em que a OAB concorda em parte com o oferecido, isto é, a redução da carga horária para sete horas, porém em horário comercial, propiciando o atendimento dos advogados. Foi apresentado um projeto piloto da Comarca de Santa Cruz do Sul pela Míriam Vucetick e um gráfico onde são mostradas comarcas idênticas, por um sistema tecnológico que se chama cluster, que relaciona dois ou mais computadores para que estes trabalhem de maneira conjunta no intuito de processar uma tarefa. Estas máquinas dividem entre si as atividades de processamento e executam este trabalho de maneira simultânea.

"Já que está no final da Administração atual, ficou acertado que as Entidades farão um documento em conjunto, assim como a OAB, que se manifestará sobre uma provável redução de carga horária, sem prejuízo de atendimento externo.

"Como servidora do DMJ, do TJ, coloquei que nós trabalhávamos sete horas direto, em dois turnos, com servidores que trabalhavam das 8h às 15h e outro grupo que iniciava às 12h e ficava até 19h. Sempre funcionou bem, e tinha atendimento a todos, sem interrupção. Esta foi a minha contribuição que foi aceita por todos, porém será avaliada melhor, devido aos Cartórios do interior com poucos servidores, o que dependerá do Magistrado. Mas de qualquer forma, foi bem aceita minha proposição. A questão da pauta continuará na próxima administração.

"Terminamos a reunião com manifestações ao Dr. Luis Antônio Berensdorf que ficou muito emocionado quando falei que ele era um Juiz amado, coisa que não sei se ele ouvirá isto de alguém, pois isto é muito difícil de falar para um Magistrado. Tiramos foto e destaco que sempre fomos bem atendidos pela Assessoria num clima de amizade, sem formalidades hierárquicas. "