HOME
NOTA DE REPÚDIO


O CEJUS - Centro dos Funcionários do Tribunal de Justiça não poderia deixar de manifestar seu repúdio ante as constantes ameaças de corte nos salários dos servidores públicos do Estado do Rio Grande do Sul que tem sido uma constante nas palavras do Senhor Governador do Estado. Deveria saber o mandatário que o salário é um Direito Constitucional e inviolável que dá ao servidor público o sustento seu e de sua família. Não pode recair, como tem acontecido nas duas últimas décadas, nas costas dos servidores os erros cometidos pelos administradores no exercício dos seus cargos.

É muito fácil ameaçar com terceirização de serviços que são obrigação do estado e cancelamento de direitos adquiridos ao longo de uma trajetória até a aposentadoria, como são as incorporações das funções gratificadas. Isto é desvalorizar o servidor público estadual.

Por isto, num sentimento único se unem as entidades componentes da União Gaúcha em Defesa da Previdência Social. Não havia necessidade de se chegar ao atual momento se tivesse sido aberto pelo Senhor Governador um canal de comunicação com as entidades, fato este que não aconteceu. Devido a isso, as entidades que integram a União Gaúcha, em que o Cejus se inclui, repudiam tal projeto que ameaça a sobrevivência do servidor público do Rio Grande do Sul.

A Diretoria do Cejus