HOME


Líderes da oposição articulam a instalação da CPI do Parcelamento dos Salários dos Servidores

O Centro dos Funcionários do Tribunal de Justiça-CEJUS, solidário com as demais representações classistas dos servidores do Estado, na pessoa da Vice-Presidente Jusselaine Gomes Porto participa intensamente dos movimentos reivindicatórios dos funcionários do Executivo. Nesta nesta terça-feira (26/09/2017), acompanhou o pronunciamento de lideranças da oposição na Assembleia Legislativa.

A líder da Bancada do PT, deputada Stela Farias, falou na tribuna, que as bancadas de oposição ao Governo Sartori começaram a coleta de assinaturas para instaurar uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) na Assembleia Legislativa que vai investigar as razões do constante parcelamento de salários dos servidores e exigir explicações do Governo Sartori sobre o fluxo de caixa do Estado.

O pedido de CPI foi anunciado pela manhã, durante coletiva à imprensa com a presença de lideranças sindicais e dos líderes das bancadas do PCdoB e do PSOL. Para a CPI ser instalada são necessárias 19 assinaturas. A oposição já contabilizava 14 assinaturas no requerimento.



Outro parlamentar do PT a se manifestar sobre a CPI do Parcelamento dos Salários foi Tarcísio Zimmermann. Ele disse que o Governo Sartori, ao pagar R$ 350,00 aos servidores, ou seja, um terço do valor do salário mínimo, deu uma demonstração de que não havia limite para a sua irresponsabilidade. “A partir daí e no diálogo com os movimentos, iniciamos uma avaliação mais profunda dos números das finanças do Estado”, explicou Tarcísio.