HOME
Tribunal de Justiça lança edital para contratar plano de saúde alternativo para servidores do Judiciário

Os servidores Judiciário gaúcho terão uma segunda opção em assistência médica ainda em 2017, conforme anunciara o Presidente do Tribunal de Justiça, Desembargador Luis Felipe Silveira Difini, em reunião com representantes de entidades classistas do Poder Judiciário em 19 de janeiro último. Atualmente os servidores têm direito ao plano de saúde oferecido pelo Instituto de Previdência do Estado, o IPE-Saúde. No entanto, o Desembargador Luis Felipe Silveira Difini não está satisfeito com os serviços prestados. Um edital para a escolha de uma empresa privada que ofereça o atendimento foi lançado no dia 20/03/2017.

O Edital prevê o atendimento em, pelo menos, 80% das comarcas gaúchas. Em Porto Alegre, a exigência é de convênio com cinco hospitais, sendo que quatro deles estão indicados no edital: Moinhos de Vento, Mãe de Deus, São Lucas da PUCRS e Santa Casa. O quinto seria de livre escolha.

O Tribunal pagaria R$ 200 à empresa, e os servidores e dependentes complementariam o valor do plano. Como as propostas ainda não foram feitas, esse preço não está definido. No entanto, estimativas apontam para cerca de R$ 500. A contrapartida por consulta seria de R$ 50.

O contrato com a empresa que apresentar o menor valor será assinado por dois anos, com possibilidade de renovação por até mais três anos. De acordo com o edital, a estimativa para a adesão é de 13.449 servidores, entre os cerca de 30 mil vinculados ao Judiciário.

As propostas, via pregão eletrônico, podem ser apresentadas até as 9h29mm do dia 04/04/17.